Presidente Vargas: Herialdo Pelúcio, o cearense forasteiro que virou cafofeiro

Herialdo Pelúcio Júnior, nasceu em Fortaleza (CE), em 10 de junho de 1955, filho de José Herialdo Pelúcio e Maria D’aureade Freitas Pelúcio, o casal teve 5 filhos: Egídio, Herialdo, Ana, Eduardo e Angelina Pelúcio. Herialdo foi inserido no mercado de trabalho ainda na adolescência para auxiliar no sustento da família, vendendo frutas nas feiras o que o tornou desde cedo um exímio vendedor, qualidade que muito o beneficiou na sua vida profissional futura.

Na sua juventude ingressou no exército, se tornando Oficial do Exército Brasileiro da Arma de Artilharia; era Técnico em Mecânica e graduado em Ciências Econômicas (UFMA); e em Administração de Empresas (UNICEUMA); Especializou-se, em Administração de Marketing e Gestão de Políticas Públicas. Em seu primeiro casamento teve 2 filhos: Herialdo Filho e Priscila.

Empreendedor por índole e experiente negociante, mudou-se para São Luis em outubro de 1981, iniciando suas atividades instalando as empresas, Rolimão Rolamentos e Auto Posto HP, empreendimentos com filiais em Fortaleza (CE), Terezina (PI) e Belém (PA). Em 1983, no mês de janeiro inaugurou mais uma empresa Rei dos Parafusos. Em 1984, abriu uma filial na Avenida Guajajaras. O seu irmão, Eduardo Pelúcio (Dudu), era o seu ´sócio. Herialdo era ousado e trabalhador, obstinado e confiante nos seus investimentos. Ainda abriram mais dois estabelecimento comerciais: São Luis Gases e Loca Aventura, empresa especializada em locação de veículos de passeio, 4×4 e Bugre.

Tendo escolhido o Estado do Maranhão para investir nos seus principais negócios, trouxe vantagens e divisas econômicas para a região beneficiando centenas de famílias direta e indiretamente e proporcionou ao Estado grandes vantagens com recolhimentos de tributos ao erário público.

Em seu segundo casamento com a jovem Lívia Martins, teve a oportunidade de conhecer Presidente Vargas e encantou-se com seu espírito empreendedor adquiriu de imediato o nas terras de Pedro Daéu, seu primeiro imóvel a Fazenda Santa Clara. Em 2006, ampliou os investimentos, inaugurando o Posto de Combustível Santa Clara, Hotel San- ta Clara, Restaurante, Pousada e Loja de Material de Construção.

Em 2009 recebeu o título de cidadão presvarguense, outorgado pela Câmara Municipal, por iniciativa do vereador Antonio Carlos de Lima (O Cabeção).

No ano de 2011, inaugurou em Presidente Vargas, a TV Mucambo, canal 07, retransmissora da TV Difusora. Porém, no ano de 2013, por questões políticas perdeu a concessão do sinal e conseguiu a concessão da Rede cidade – Record – canal 11, tendo como destaque neste período o Jornal da Mucambo.

Por meio de um requerimento do Deputado Rogério Cafeteira, no mês de outubro, a Assembleia Legislativa do Estado, concedeu o título de Cidadão Maranhense.

Em meados de 2011, Herialdo, decidiu ingressar na política, e candidatou-se a prefeito de Presidente Vargas. A principio a população não o aceitou de bom grado, o considerando forasteiro, porém, depois de um trabalho honesto, popular e dedicado, com doações a pessoas carentes, instituições como APAE, igrejas, religiosidade, em fim, ocorreu uma aceitação a sua candidatura.

Perdeu a primeira eleição contudo, não mostrou-se decepcionado, pelo contrário, considerou uma votação satisfatória, agradeceu fielmente a confiança de todos que o acataram com seus votos.

Continuou trabalhando em Presidente Vargas, e conquistando a população que passou a admirá-lo e entender que ele que- ria o bem local.

Em meados de 2015, Herialdo se filiou ao PC do B e continuou a campanha rumo a prefeitura de Presidente Vargas e em 31 de julho de 2016 foi homologada sua candidatura a Prefeito e a de Welington Uchôa, como Vice-Prefeito. Houve mais apoio, credibilidade, confiança e envolvimento por parte da população. Vale ressaltar que a situação de precariedade em que o município se encontrava fez o povo depositar muita esperança em dias melhores para o sofrido município, na expectativa do advento de um futuro promissor

Foi uma campanha alegre, divertida e honesta, com enfrentamento de estratégias e armações politicas da oposição inconformada com seu crescimento.

Finalmente, em 02 de outubro de 2016, dia das eleições, ocorreu com tranquilidade e e a tão sonhada vitória foi anuncia- da e festejada por todos os presvarguenses, com o somatório de 4.223 votos.

Ao retornar de São Luis, em sua residência em Presidente Vargas, no dia 15 de outubro de 2016, após realizar as consultas e exames médicos já que durante toda a campanha ele se sentiu doente e sem ter tempo para avaliações médicas, sem saber do resultado, vários amigos, correligionários o visitaram. Começou a formação da sua equipe de governo, chamando, algumas pes- soas e convidando para assumir algumas secretarias municipais, como: Hilton César, Ivete Pereira Almeida e Alex Barros, para assumirem as Secretarias de Educação, Assistência Social e Ad- ministração, respectivamente.

Os resultados dos seus exames não foi promissor, Foi diagnosticado com CA em estágio bastante avançado. Os familiares, amigos próximos foram comunicados, mas alimentavam a esperança da recuperação. De imediato, procurou iniciar o tratamento, em São Paulo, para iniciar o procedimento de radioterapia e quimioterapia. quimioterapias Apesar da grande força e esperança e investimento financeiro no tratamento não conseguiu frear o avanço da doença, por tratar-se de um carcinoma muito agressivo e letal.

Em 19 de dezembro de 2016, na cidade de Vargem Grande, houve a diplomação do prefeito eleito Herialdo Pelúcio, do vice prefeito e dos vereadores, presidida pelo Juiz Eleitoral, desta Zona, Paulo de Assis Ribeiro. Durante a sua fala, já muito fragilizado pela enfermidade pediu orações e foi aplaudido pela população. Após ofereceu um jantar em sua residência para todos.

Em 31 de dezembro na Assembleia de Deus, a cerimônia de posse, teve inicio com um culto, e logo em seguida missa na igreja matriz e a solenidade de posse realizou-se na quadra poliesportiva da E.M. Wladimir Barbosa Uchôa, nas primeiras horas do dia 01 de janeiro de 2017. Na sua fala, prefeito empossado, proferiu pedidos de compreensão diante do problema de saúde e a situação em que previa encontrar o município. Disse que faria muito para o povo, pois isto era mais que um compromisso de campanha, tornar Presidente Vargas, uma cidade diferente das demais, em termo de crescimento, entretenimento, educação, esporte, saúde e lazer. Durante a solenidade mesmo sentindo muitas dores participou até o final de todos os eventos.

No dia 02 de janeiro, teve que retornar a São Luis para continuar o tratamento. Concomitante, continuou sua busca por recursos e até o mês de abril conseguiu para Presidente Vargas: uma ambulância; 1 viatura para a polícia militar; 1 moto para a PM; 20 forrageiras; programa cisterna 1º e 2º água, consistente em 15 cisternas para as escolas e 90 cisternas para agricultores e produtores, 1 escola digna, de 4 salas para o povoado Sapucaial; 1 moto para a secretaria de agricultura; 2 cursos de formação pelo IEMA: agricultura orgânica e inglês básico; reforma do farol e programa criança feliz.

Conseguiu realizar o aniversario da cidade com várias atividades esportivas e culturais durante o dia, mesmo não estando presente. No carnaval, conseguiu realizar e participou das festividades, de cima do palco, participou, dançou, acenou para o povo, esta foi a sua última participação em eventos públicos. Parecia bem, mas pelo contrario, a doença se agravava.

A convite do Governador Flavio Dino, no dia 15 de março, participou do lançamento do Programa Criança Feliz, no Palacio Henrique de La Roque, acompanhado dos Secretários de Administração, Saúde, Assistência Social, Educação e Agricultura.

Mesmo sem sua presença em Presidente Vargas, sabia de tudo o que acontecia, pois, era ligado 24h, em seu celular. Preocupado com a Semana Santa chama seus colaboradores para discutir o que poderia ser feito. Neste período acontece a sua primeira internação.

Dia 25 de abril, teve alta e solicita a presença de Alex Barros e Hilton César, Secretário de Administração e Educação para direcionar projetos urgentes para Presidente Vargas. Porém, não os atendeu ter retornado ao hospital pelo agravamento do seu estado físico.

Em meio aos preparativos da celebração do dia do trabalhador, a população foi informada da piora e a transferência a Unidade de Terapia Intensiva – UTI. Era uma situação sem retorno.

Foram dias, intensos de correntes de orações, houve uma breve melhora. Neste período várias pessoas o visitaram no hospital. Aos que o visitavam, sempre otimista, enviava recado que breve estaria de volta.

Na celebração do dia das mães, 12 de maio, promovido pela Prefeitura, escreveu sua última mensagem, na qual manifestava a imensa vontade de estar junto a elas, e ao mesmo tempo aceitando os propósitos de Deus com humildade e obediência, entretanto, pedia que orassem por ele, e que se fosse da vontade de Deus estariam juntos em uma festa maior em 2018. Em 18 de maio, licencia-se do cargo de prefeito e seu vice Wellington Uchoa assumiu.

Em 25 de maio de 2017, as 9:30h, a noticia da morte de Herialdo, que parou a cidade, causou profunda tristeza, emoção, comoção, parecia não ser verdade, era difícil acreditar! Aquele homem sonhador, com tantos projetos a por em prática na cidade que tanto amou, foi-se! Começou-se então a preparar a chegada do corpo, o velório.

No Quartel do Corpo de Bombeiros, em Itapecuru-Mirim, por volta das 15:00h., várias pessoas aguardavam o seu corpo, que foi colocado em carro do Corpo de Bombeiros e trasladado até Presidente Vargas, sendo acompanhado por uma grande carreata. Ao chegar no povoado Leite mais uma multidão acompanhou o cortejo.

As 17:00h, aproximadamente, chegava ao balneário o cortejo. Uma multidão o esperava entre autoridades, amigos, correligionários e o povo em geral que vieram dá o adeus a seu líder. O féretro percorreu as ruas com registro de grande comoção geral. A cidade parou estarrecida! Choros, aplausos, tristezas, acolhimento em fim. Perdeu-se um grande homem e ganhou-se um intercessor.

Era festeiro, apreciador de músicas de vários estilos, como, brega, forró, quando saia e tinha oportunidade de pedir a sua preferida era Frisson, do Cantor Tunai. Era torcedor fanático pelo time do Botafogo e do Ceará mas no Maranhão torcia pelo Sampaio Corrêa. Era fã incondicional de Airton Sena, a ponto de tatuar o “S” de Sena no braço.

Em alguns pronunciamentos dizia: “Vim para cá, porque conheci uma jovem daqui e me apaixonei por ela”. “Tenho dedicado os últimos 18 anos da minha vida nesta cidade e aqui viverei em quanta vida tiver”. “A gente não escolhe onde nascer, mas escolhe onde viver, eu escolhi Presidente Vargas, como minha cidade”. (Herialdo Peúcio)

Por Hilton César e Concita

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Enviar mensagem
Estamos Online