Polícia apreende quatro armas de fogo e prende nove envolvidos no assassinato de líder de facção na Avenida Litorânea

Comentários 0

Em ação rápida, policiais militares conseguiram prender, em flagrante, nove suspeitos envolvidos em uma briga de facções, na Avenida Litorânea, no início da tarde deste domingo (27). A polícia apreendeu ainda quatro armas que estavam com os suspeitos. Um dos integrantes da facção foi morto por membro de grupo rival. O combate às facções é um dos objetivos de operação da Segurança Pública, que desde a última sexta-feira mobiliza centenas de policiais em toda a Região Metropolitana de São Luís.

O suspeito morto era líder de facção no bairro Vicente Fialho, em São Luís, e, segundo a polícia, ele havia assumido o controle da área há pouco tempo, descontentando integrantes do grupo criminoso rival.

“A polícia agiu rápido e prendeu os quatro envolvidos na morte e apreendeu quatro armas, incluindo a usada no crime. Outros quatro suspeitos, amigos da vítima, também foram presos, além de um outro que está sendo investigado”, informa o subcomandante geral de Polícia Militar, coronel Nilson Ferreira.

O coronel Nilson Ferreira e demais comandos da Polícia Militar vêm ocupando todos os bairros da Grande Ilha com uma grande ação de policiamento, reforçando operações de rotina e promovendo o combate ao crime.

“Estamos nos bairros de maior concentração de pessoas, áreas com movimentação de ações suspeitas e que a polícia vem monitorando. São praticamente todos os bairros alcançados com esse trabalho mais intensificado das polícias”, pontua o coronel Nilson Ferreira.

Na lista dos bairros que já recebem a operação está Cidade Olímpica, Cidade Operária, Vila Samara, Estiva, Alto do Turu, Chácara Brasil, Maiobão, Paranã, Cohab, Cohatrac, Bequimão, Tibiri, Vila Embratel, Bairro de Fátima, Vila Palmeira e vários outros de maior concentração de pessoas, nas cidades de Raposa, Paço do Lumiar, São José de Ribamar e São Luís.

Centenas de policiais em viaturas, motocicletas e a pé estão percorrendo os bairros da região em um trabalho contínuo, sem prazo para terminar. O alvo são integrantes de facções e criminosos diversos, para combater assaltos, tráfico de drogas, homicídios e outros crimes.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Como podemos te ajudar?